CECON

Mercado de estética masculino do Brasil caminha para ser líder mundial

Que os homens estão mais vaidosos todo mundo já sabe. Atualmente, eles já são 30% dos clientes em clínicas de estética, de acordo com a Associação Brasileira de Clínicas e Spas. Quanto aos cosméticos a tendência é ainda mais animadora. Eles correspondem a 35% das compras de produtos para cuidar da beleza. A previsão é que as vendas de produtos para cuidados pessoais e com a beleza cresça 7,1% anualmente, segundo a Euromonitor.

A previsão é que o país seja o maior consumidor de produtos de beleza masculina até 2019, com movimentação de US$ 6,7 bilhões em quatro anos. O número de salões e “Clubs” voltados para os homens também cresceu. 

Para o esteticista ou quem pretende empreender no mercado da beleza esta é uma boa notícia por dois motivos.

  1. O público deve aumentar o índice de crescimento do setor
  2. É um público pouco explorado no Brasil. Apesar dos números, há poucas marcas especializadas em cosméticos para homens, assim como clínicas estéticas. Dessa forma, cabe ao profissional de estética explorar este nicho do mercado que é promissor, mas ainda pouco explorado.

 

Mais que barba, cabelo e bigode

Os cuidados com a barba e cabelos chamam atenção. Porém, para alegria de quem quer explorar este segmento do mercado, os homens querem mais. De acordo com pesquisa da JWT, eles também se preocupam com a pele, unhas e outras partes do corpo e rosto.

  • 54% usam produtos para os cuidados com a pele (hidratantes e cremes para os olhos)
  • 33% depilam ou removem os pelos
  • 39% usam protetor para lábios
  • 29% fazem manicure
  • 24% investem em tratamentos faciais
  • 13% depilam a sobrancelha
  • 19% fazem bronzeamento artificial
  • 11% usam pós-bronzeadores
  • 10% aplicam corretivos
  • 9% usam base

Como os dados mostram, o setor de estética para homens é bem mais amplo do que parece. Uma vantagem de investir neste segmento, além da concorrência ser menor, é que quando investe-se em um nicho, desenvolve-se serviços e produtos mais específicos, o que facilita o estreitamento do relacionamento com o público.

 

Curso de estética é fundamental

Independente do nicho de mercado, para ser um esteticista bem-sucedido investir em formação técnica é fundamental. Clínicas só são autorizadas a fazerem mais tipos de procedimento se tiverem um especialista. Do contrário, o profissional não pode prestar tantos serviços e, consequentemente, perde, pois terá remuneração menor, caso trabalhe para algum estabelecimento, e faturará menos.

Para aproveitar este mercado que desconhece crise e tende a crescer ainda mais, matricule-se em nosso curso técnico de estética. Veja em quais unidades CECON eles são oferecidos e conheça a grade curricular! 

:: Divinópolis :: Araguari :: Betim :: Contagem :: Juiz de Fora

Parceiros

Adastra
cume logomarca
kromberg
lider
SIndvidro
Avivar
Farmax
Geec
Icoot
Adefom
Fumfer
Radil